segunda-feira, setembro 03, 2012

Ora - Rita Ora

Com promessa - e dever - de fazer sucesso, chega ao conhecimento do público o Ora, álbum de estreia de Rita Ora. Na verdade, seu superestrelato é inevitável. Lá pela Europa ela já alcançou as melhores posições nas paradas, já nos EUA o lançamento de Ora será um pouquinho mais tarde: ficou para setembro. Isso é a prova de que exista um grande investimento na carreira de Rita Ora, pois a Roc Nation (gravadora do Jay Z) deve estar armando uma grande estratégia para o lançamento de Ora em território americano. Se atentarmos para os créditos às produções das músicas desse álbum, o que vemos são os grandes nomes da música Pop da atualidade (tais como Will.I.Am, Stargate, Diplo e The-Dream). com isso, concluímos que: 1 – esse é um álbum dançante e alegre sem aquelas músicas-depressão. 2 – Jay-Z (que não costuma pisar falso) não está brincando nem economizando em investimentos a essa cantora. E ainda, 3 – esse não é do tipo de álbum produzido principalmente por um único produtor, isso não deixa o álbum monótono e o torna mais ousado. Ora soa um álbum moderno, pronto para os rádios, mas com um "quê" de clássico e pessoal, isso por que a própria Rita Ora afirmou que suas influências baseiam-se em Bruce Springsteen, BB King e Eric Clapton, que ela disse fazer parte da biblioteca musical de sei pai. Mas sua verdadeira influência – e paixão - é ninguém menos que Gwen Stefani em um misto disso tudo com reggae fazem cada música de seu álbum de estreia ter sua personalidade impressa nas faixas, fazendo assim de seu álbum um pop sem ser chato – o contrário das ultimas novidades dos últimos tempos -. P. S.: Vale lembrar que a Roc Nation já lançou outras cantoras como Rihanna, Alexis Jordan e Willow Smith, além de ter recentemente assinado com a cantora Shakira.

Nenhum comentário: